terça-feira, 31 de março de 2015

SS Amarelo V8












segunda-feira, 30 de março de 2015

Expedição Raiz




Início em 23 de setembro de 2014

Acompanhamento online da Expedição Raiz, uma viagem pelo interior do Brasil. Venha à bordo em busca de cultura e natureza raiz.

Raiz – Expedição pelo interior do Brasil
Dono de uma das biodiversidades mais ricas do mundo, o Brasil possui um terço das florestas tropicais que ainda restam, as maiores reservas de água doce, a maior planície alagável do planeta, 8.500 km de um deslumbrante litoral, mangue, serras, cavernas, paisagens desérticas e fartas quedas d’água.

Uma parte desses cenários ainda guarda ricas e diversas culturas tradicionais, que preservam suas histórias, crenças, manifestações artísticas. Modos de se relacionar entre si e com a natureza, de forma harmônica e autêntica, resistindo à intensa massificação cultural da atualidade.

Turismo Sustentável

Toda essa riqueza que inspira e instiga nos levam à locais de experiências originais e enriquecedoras, capazes de integrar vivências ecológicas e comunitárias. É a possibilidade de explorar, de forma sustentável, cenários preservados e interagir com diferentes povos e culturas, vivenciando seu modo de vida. Não como um turista, mas como um visitante, acolhido pelos moradores locais.

Nesse contexto o projeto “Raiz” tem a intenção de unir comunicação, turismo, natureza e cultura. Todos interligados por uma única viagem ao redor do país.


Uma equipe. Sempre pronta para a estrada! 


Um carro. Uma casa. 
Uma linda companheira.


Mas, muitas vezes, era preciso o resgate de um especialista.


Muita gasolina! 



Cozinha completa, prática, sob medida. 
Mesa retrátil, fogão duas bocas, compartimento para mantimentos, geladeira, leds para cozinhar a noite.
Viajar é preciso, e se alimentar pela estrada também.


Encaramos tempestades. Dilúvios.


Finais de dias na estrada. 



Dormimos incontáveis vezes em postos de gasolina, cantos de estrada, e até em frente à uma imensa usina de cimento.



Um carro preparado para uma expedição. Milhares de quilômetros, todo tipo de situações.


Ou que tenha gasolina.



Chegar e sair, sempre com sua peculiar elegância.



Buscando a companheira perfeita, fomos atrás de outros modelos. Variant II, Corcel, Brasília, Parati. Entre tantas possibilidades, tínhamos que escolher o carro certo. E que coubesse no orçamento!
Foi amor à primeira vista. ELA era o carro que precisávamos.



Estar pronta ao nascer do Sol.



Parar em cada canto de estrada que tenha uma surpresa.



Estar em cartões postais!


Um carro. Uma missão.
Descobrir o Brasil e suas raízes.


Estradas de terra, florestas.


Espaçoso, para caber muita bagagem.


Um carro branco, pra dar realce à lama


Estilo, tamanho, motor. 
Ficamos cegos de amor.


 Forte, para aguentar a provação de 20mil quilômetros de estradas precárias e chuvas torrenciais


Estradas sem fim.


Se acostumou aos lugares mais isolados. 



Gosta mesmo é de chamar atenção!



Durante três anos de planejamento, não sabíamos qual seria o carro que iria nos acompanhar nesta longa jornada.
Apenas imaginávamos.



Foram descobertos, no norte do Maranhão, vestígios de um possível ancestral do homem moderno. 
Entre o mar e as dunas dos Lençóis Maranhenses, eles possuíam câmeras fotográficas e viviam, ao que tudo indica, de forma muito primitiva. Adquirem ítens básicos para sobrevivência através da venda de fotos.
Com eles foi encontrado uma caixa contendo impressões nos tamanhos 20x30cm e moedas. E cartões com um endereço: www.expedicaoraiz.com.br.
Visite, comente, e conheça um pouco mais do Brasil!


Boutiques.


As vezes ela permite que nós mesmo façamos o concerto.
Mais óleo a cada 100km. Duas ou três vezes ao dia regulando o platinado. Fusíveis, freios e manutenções em geral


Nosso escritório por longas três semanas. A oficina mecânica que nos abrigou.


 Nasce mais um dia no Jalapão. Suas estradas escondem perigos sob a areia, e muitas belezas em qualquer outro lugar. — em Parque Estadual do Jalapão.


De cima da Serra do Espirito Santo nosso carro fica pequeno, perto da imensidão do Jalapão e de seus incontáveis caminhos pela areia. — em Parque Estadual do Jalapão.



Que saudade d´Ela!
Nossa charmosa caranga está nos esperando em Belém do Pará.
Quando terminarmos de navegar pelos rios amazônicos seguiremos viagem pelo sertão nordestino.
Enquanto isso, em alguns dias teremos fotos, video novo e uma reportagem saindo do forno sobre o Jalapão, nosso quinto destino da Expedição Raiz!


Aliás, Ela gosta muito de elevadores. 



Descobrimos também, que tendo paciência e ferramentas, nós mesmos podemos ser mecânicos de casos mais difíceis!
O diferencial do carro estava sem uma gota de óleo. Prestes a nos deixar mais uma vez no prego, desmontamos e o refizemos. Nós mesmos.



Feliz 2015 a todos!!
A Expedição Raiz continua Brasil adentro.
Estamos em Mateiros, Tocantins, enfrentando os desafios de conhecer o Jalapão!
Quebramos nosso valente carro. Uma pedra escondida nas estradas de areia que enfrentamos fez grandes estragos. Agora estamos em busca de peças na Bahia, Tocantins e Maranhão para seguir em frente. Nada que não se resolva!
Estamos também sem comunicação! Internet só do posto de gasolina, que funciona quando quer! 
Em breve daremos mais notícias! 
A Expedição Raiz segue em frente.


Chegar na Chapada dos Veadeiros significa adentrar o Cerrado, e se encantar com suas formas e cores impressionantes. — em Chapada dos Veadeiros.



Passar pelos mais difíceis lugares.



Expedição Raiz na revista Kappa São Carlos!!

Vejam mais fotos e relatos fantásticos em:


http://www.expedicaoraiz.com.br/


OLHA OS CARAS AQUI!!! 


  • Otávio Lino

    Otávio Lino

    JornalistaBiólogo formado pela Ufscar e estudante de jornalismo na Eca-USP, também já fui garçom por anos, fotógrafo de casamentos por outros tantos, professor de ciências, guia de viagem. Sou um pouco de tudo isso.
  • Marcinho Sanches

    Marcinho Sanches

    Direção de fotografia e ProduçãoPublicitário, fotógrafo e produtor audiovisual, apaixonado por viagens e com o espírito livre "vou mostrando como sou e vou sendo como posso".